Notícias

Vereador Hermano requer informações sobre cessão de imóvel à Cooperativa dos Recicladores de Ponte Nova

25/04/2018 17:14

 O vereador Hermano (PT) apresentou na reunião plenária de 23 de abril, indicação protocolada à Prefeitura solicitando informações, no prazo máximo de 15 dias, se há iniciativa por parte do município para cessão de terreno por comodato e construção de galpão para contemplar a Cooperativa dos Recicladores de Ponte Nova (COORPNOVA) como já requerido pela entidade.

Na Palavra Livre, Hermano ressaltou a importância da aprovação do Projeto de Lei (PL) nº 3.595/2018 que autoriza a inclusão de dotação orçamentária por meio de Crédito Adicional Especial no orçamento vigente para infraestrutura urbana na Avenida Amazonas, no bairro São Pedro, no valor de R$ 348.451,70, sendo R$ 245.850,00 de recursos de Contrato de repasse, por meio de emenda parlamentar do deputado Padre João (PT) e R$ 102.601,70 de contrapartida municipal. Após os trâmites legais, serão iniciados os serviços. Hermano também adiantou sobre a construção do PSF do Palmeirense no valor de R$750 mil, por meio do deputado Padre João.
Em seguida, leu a resposta da Caixa Econômica Federal (CEF) a sua indicação sobre a disponibilização de serviço por meio do terminal da Caixa, instalado no anexo ao quartel da Polícia Militar (PM), no bairro São Pedro. O vereador foi informado de que, em comum acordo entre a PM e Prefeitura de Ponte Nova, foi decidido rescindir o contrato de prestação de serviços e retirada do equipamento em breve por motivos de segurança e falta de policiamento ostensivo e ininterrupto no local, tendo em vista a grande incidência de assaltos, arrombamentos e explosões aos caixas eletrônicos no interior do Estado e em outros nos últimos meses. 
Antes de tal atitude, Hermano ressaltou que é preciso conversar novamente com os órgãos pois o serviço é relevante para o bairro e região.
Presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, Hermano, juntamente com os vereadores Machadinho (AVANTE) e André Pessata (PSC) e do assessor ambiental Jaime Santos, comentou sobre a visita da Comissão, na semana passada, à comunidade do Simplício, onde oito famílias foram atingidas pela lama da Samarco em 2015.
O vereador destacou a realidade das famílias atualmente e abordou o ressarcimento no valor de aproximadamente R$1.800,00 de acordo com a composição familiar e do repasse de comida para o gado. Com o crime ambiental e a morte de 19 pessoas confirmadas, como ressaltou Hermano, houveram grandes perdas de plantações e animais, porém, o que lhe chamou a atenção é o fato de não ter documento contemplando Ponte Nova como município atingido e, mesmo assim, as pessoas já estarem sendo ressarcidas. 
O vereador Leo Moreira (PSB) destacou que, na Legislatura passada, a ex-vereadora Patrícia Castanheira (REDE) esteve na comunidade do Simplício e abordou a situação em plenário cobrando do Executivo posicionamento para que o município se apresentasse como área atingida.
Leo explicou que pela cidade sede não ter sido afetada não houve manifestação do Legislativo e do Executivo à época. Mas, na atual gestão, foi feito um abaixo-assinado com a participação da Prefeitura, Amapi e outras entidades já pela inclusão de Ponte Nova como município atingido. Paralelamente a isso, o ex-prefeito Guto Malta (PT) entrou com ação na Justiça Federal nominada pela Prefeitura por esta inclusão. “O Poder Executivo à época poderia ter tido uma presença mais marcante nesta localidade (Simplício)”, disse Leo.
 

Comunidade do Simplício

É IMPORTANTE QUE VOCÊ PARTICIPE
E MANTENHA-SE INFORMADO!

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta-Feira

das 12:00h às 18:00h

camara@camarapontenova.mg.gov.br

(31) 3819-3250

Av. Dr. Cristiano de Freitas Castro, 74

Centro, CEP: 35430-037

Ponte Nova - Minas Gerais